terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O Fiscal Zen

". . . Deixarás tudo aquilo que te agrada
mais profundamente; é esta seta a tal
logo no arco do exílio disparada.
E provarás como é falto de sal
o pão d' outros, e como é dura estrada
subir e sair pelas escadas de al. [de outrem]"
(Dante Alighieri, "Divina Comédia")



Homero é um auditor-fiscal. Ele cuida da seleção e inquisição dos passageiros ao desembarcar. Não foi por acaso que me utilizei do termo. O processo alfandegário, quando não bem conduzido, pode render uma verdadeira caça às bruxas, instigando, nos nossos queridos passantes, os mais diversos (res)sentimentos, que variam desde a simples insatisfação, até a sensação inconfundível de que todas as injustiças do Universo provêm do singelo piscar de uma setinha vermelha, acima de suas cabeças.

Mas Homero está ali para quebrar todos esses paradigmas. Como fiscal "Zen" que é, mostra-nos o quão natural pode ser passar por uma barreira como aquela. A seta não aponta mais para o que parecia ser a mensagem dantesca do "a vós que entrais, deixai toda esperança". O piscar desta seta passa a ser um suspiro de alívio, mesmo para os que nela entram, por sentirem-se prestando um serviço à nação, em um exercício de justiça.

O que quer que pensem, Homero os faz pensar coisas do bem. Mas como ele o faz? Antes disso, importa compreender o sentido da palavra "Zen".

O Zen (também conhecido como Zen-budismo) é o nome japonês da tradição chinesa Chan (ideograma 禅, que significa profunda e intensa meditação contemplativa). Na origem do Zen-budismo está o famoso "Sermão da Flor".

Reza a lenda que, em um de seus discursos, o Buda permanecia em completo silêncio. Os seus discípulos não entendiam o sentido daquele discurso silencioso. Foi quando seu mestre lentamente levantou uma flor.

Seus pupilos tentavam, sem sucesso, interpretar o significado daquele gesto. Mas apenas um deles conseguiu, quando, também em completo silêncio, olhou profundamente para a mesma flor, e obteve um entendimento especial, além do que as palavras poderiam exprimir. Nesse momento, o Buda sorriu para ele, reconhecendo o entendimento adquirido diretamente a partir da sua mente, para a mente do seu silencioso interlocutor.

No nosso dia-a-dia, tudo está bem definido e escrito. Procedimentos, gestos e até mesmo expressões, atitudes. Como se portar diante do passageiro, do contribuinte, do cidadão. O Zen consiste em possuir um conhecimento que não pode ser escrito, ou documentado. Conhecimento que não consiste em palavras, mas que pode estar no simples gesto de erguer uma flor, de dispensar um sorriso, um aperto de mão.

Homero sabe de tudo isso. Quando os passageiros começam a reclamar, a assumir posturas desafiatórias, arrogantes, vexatórias, Homero se mantém impassível. Não muda seu tom de voz, tampouco seus gestos. Sabe do seu papel. Seu papel não é lutar e sim conduzir. E só uma mente bem treinada, pura e contemplativa é capaz disso. Homero sorri para o passageiro. Mostra-lhe a credencial. A estrela aduaneira, nesse momento, parece mesmo com uma flor.

Daí em diante, o semblante do nosso viajante começa a se modificar. As trevas, que outrora sombreavam sua face, começam a dar lugar a uma luz nunca antes vista. Acende-se o sentimento de compaixão, não aquela compaixão egoísta, que nos instiga a dar o malfadado "jeitinho" naquilo que não tem jeito. Há sim uma compaixão universal, um sentimento de que uma nação é feita de nós e não de eus. O sentimento de que fazemos parte de um Todo e, que se nos furtarmos à nossa parte, este Todo estaria fatalmente incompleto. Esse é o sentido real da palavra justiça.

E assim vamos, discípulos do mestre Homero, tentando transmitir um pouco da essência Zen a nossos afobados e cansados compatriotas. Eu tenho muito o que aprender, com ele e muitas outras pessoas de natureza ímpar, que habitam o seio de nossa Alfândega.

23 comentários :

Fabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angelica Amorim disse...

Oi papito,
Que delicia de texto..
Homero é inteligente ..
Ele sabe das coisas, como na divina comédia...para chegar ao paraíso e necessário o grande processo interior.Boa deixa,espero que Homero seja entendido.
Beijaaaaajão
Angélica

Felino da Madrugada disse...

Paizão,
Primoroso e reflexivo...
Que Homero,fiscal Zen, consiga atingir além texto, aplacando a ira camuflada das aves de rapina...
Pensei que estivessem em extinsão,mas estão aí no triste jogo do vale tudo.
Sorria Beatriz,o Homero é sábio e existe..
beijos do filhão
Michel Amorim

Laura disse...

Texto lindo. Acho interessante como, através deste seu novo trabalho junto aos passageiros, você está conseguindo observar tanta coisa que só conseguimos captar estando bem próximos de outros seres humanos, cada um com seu jeito de ser, de falar, de se expressar, mas todos seres humanos
como nós em busca de alguma coisa, de algum sonho para realizar pois são justamente os sonhos que movem a nossa vida.
Beijo

joeldo disse...

Pessoal, obrigado pelos comentários postados até agora, tenho aprendido muito com esse meu amigo, grande fiscal e pessoa.
Beijos!

fred disse...

Grande personagem o Homero. Fui com a cara dele. (risos)
Abração, Joeldo

Mari Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angelica Amorim disse...

Olá Papito da Gekila,
em nome dos 51 componentes,do "Grupo Boa Idéia"
CC.3P.USP.
e turma de Estágio "Sem Nada"
100 componentes.CC.4P.filhos da PUC,acolhidos pela Madre Mari de Gekilá. É muita gente rs rs.
Agradecemos seu carinho e textos,
a Ermelinda foi demais,os comentários chocantes kkk
Viva a liberdade de expressão!!!
FELIZ TUDO PRA VC.
151 abraços,
Gordon vírus,usp
Bactéria virtual,pucsp

Angelica Amorim disse...

Olá Papito da Gekila,
em nome dos 51 componentes,do "Grupo Boa Idéia"
CC.3P.USP.
e turma de Estágio "Sem Nada"
100 componentes.CC.4P.filhos da PUC,acolhidos pela Madre Mari de Gekilá. É muita gente rs rs.
Agradecemos seu carinho e textos,
a Ermelinda foi demais,os comentários chocantes kkk
Viva a liberdade de expressão!!!
FELIZ TUDO PRA VC.
151 abraços,
Gordon vírus,usp
Bactéria virtual,pucsp

Joeldo disse...

Uau, quanta honra ser acolhido por grupo tão seleto.
Fico feliz que tenham gostado dos textos, podem ficar tranquilos que vem mais chumbo grosso por aí.
Abraços !

Mulher disse...

Jo,
Passei aqui voando só prá dizer que vou ler seu poema Homens Bons na formatura dos meus alunos amanhã.
Beijos Marialice.

Adair Carvalhais Júnior disse...

Também fui com a cara desse moço.

ANTI-VÍRUS TEACHER ZEN disse...

Estou Fiscalizando a visita,de meus seguidores,fique ZEN,somos uma galera do BEM,somos uma legião,quase um
Fã Clube,peço-lhe licença,pois anti-vírus que se preze tb é cultura,em troca de sua genialidade, preservarei seu notebook,contra ataques de qualquer ordem,
obrigado
um anti, ZEN

joeldo disse...

Olá Teacher, obrigado pela visita e por preservar meu notebook, hoje por sinal ele está 100% seguro... sem bateria e esqueci-lhe o carregador.
rs.

Adair, é uma honra tê-lo aqui, ando com saudades suas.

Lice, depois manda pra mim o filme.

ANTI-VÍRUS TEACHER ZEN disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANTI-VÍRUS TEACHER ZEN disse...

Gordon vírus e bactéria se me excluirem novamente,os deixarei de quarentena.
A pessoa de Homero está para sempre imersa nas trevas impenetráveis da lenda. Ignoramos quando viveu; não sabemos que terra privilegiada lhe ouviu os primeiros vagidos (...) Venerandas tradições representavam-no como um velho cantor, pobre e cego que, peregrinando de terra em terra, recompensava a quem o agasalhava com a declamação de seus poemas”.
É...
Homero Fiscal , em vidas passadas sua natureza já era ZEN,eis que nos encontramos na grande Evoluçao,onde certamente seu feito em tempos de "Eus"farás uma grande Odisséia.ah!Homero encontrei Beatriz,se vc tiver o e mail de Eneida me envie,pois tb evolui.
Adorei te encontrar, Homero amigo ZEN,emane toda sua luz,
Ao meu novo amigo Joeldo.
abraços Anti e muito ZEN

FILHOS DA PUC disse...

Olha só...
Descobri o motivo da reuniao de vírus,bactérias,quem diria.. até vc Plutão anti? hehe,O Boteco tá em alta hens!heheh,com licença "Seu" Jô,já o acompanhamos desde o começo, a hacker deve ter comentado, meu Papito,trab na Embassy Brazil Japan,está bisbilhotando tb,Parabéns!!!
Diante de tanta tietagem,peça ao Homero,pra vir pra Guarulhos,e após um duplo plantão,ele poderá nos fazer companhia na décima mesa do Boteco,garantimos á ele, a Zen eternidade,rsrsrsrs
Mil abraços Zens!
Bactéria atualizada hehe

Mari Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mari Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DOWNLOAD disse...

Ebaaaa,falei!!
Legal esse Homero hens?!
e ai galera,vamos convidar
o Homero para Paraninfo em 2009,Ô Hacker,Ô Dama,
Ô Joeldo,o blog é tudo de bom,
abraços Zen

Maria Helena disse...

Parabéns! Joeldo.
Tenho acompanhado o Alfândega.
Estou gostando muito,é gratificate
observar seguidores do nível de exigência que são : a"galera"dos
vírtuais,esse é o termômetro.
abraços

joeldo disse...

Obrigado, Maria Helena !
Agora, de seguidora, só está faltando a Cléo.
Abraços !

Maria Helena disse...

Ah,meu querido..
Têm sim,só que com outros nomes rsrs
Obrigado!
Um abração
Maria Helena Souto Maior rs